25 de mar de 2010

Geraldo Vandré - Canto Geral

Após um tempo afastado do bolor, retorno com um dos mais brilhantes compositores da música popular brasileira, Geraldo Vandré.


Esse ilustre paraibano, uma sombra remota da nossa música, marcou uma geração. Suas músicas alcançavam facilmente as primeiras posições nos antigos festivais, além de terem se tornado hinos de uma juventude oprimida pelo governo militar dos anos de 1960 e daí em diante.

Caçado e obrigado a exilar-se, Vandré representa o início combativo da classe de artistas contra a repressão, inspirando outros que vieram a seguir seu exemplo.

"Me pediram pra deixar de lado toda a tristeza, pra só trazer alegrias e não falar de pobreza. E mais, prometeram que se eu cantasse feliz, agradava com certeza. Eu que não posso enganar, misturo tudo o que vivo. Canto sem competidor, partindo da natureza do lugar onde nasci. Faço versos com clareza, à rima, belo e tristeza. Não separo dor de amor. Deixo claro que a firmeza do meu canto vem da certeza que tenho, de que o poder que cresce sobre a pobreza e faz dos fracos riqueza, foi que me fez cantador." (Geraldo Vandré - Terra Plana).

Recomendo ouvir também o grupo Quarteto Novo.

D.D.