4 de dez de 2009

Pierre Boulez - Répons e Dialogue de l'ombre double

Esses trabalhos do Boulez são marcados por um experimentalismo que os aproxima de elementos eletrônicos e exploram novas técnicas acústicas. Para alcançar esse objetivo, contou então com a ajuda do IRCAM (Institut de Recherche et Coordination Acoustique/Musique).

Répons fora bastante elogiado como um dos mais significativos e originais projetos musicais do século passado, pois tem como característica uma forte ligação entre elementos eletrônicos e acústicos e sintetiza o forte caráter avant-garde da obra de Boulez.

-D.D-

http://rapidshare.com/files/315923274/Boulez_repons_-_Dialogue_de_l_ombre_double_mp3.rar.html

24 de nov de 2009

Frédéric Chopin - Polonaises

Dando continuidade a 'mini-série' proposta de música erudita aqui no Bolor e aproveitando a oportunidade de comemorar a nossa centésima postagem, expomos aqui as famosas 'Polonesas' de Chopin, por um de seus mais competentes e premiados interpretes, o italiano Maurizio Pollini.

Composta por Chopin num contexto histórico de fomentação da resistência contra a invasão do antigo império russo à Polônia, sua terra natal, observamos essa intenção patriota do autor nos nomes das mais famosas composições deste trabalho, a saber, a polonaise em lá maior Op. 40 N° 1 e a polonaise em lá bemol maior Op. 53 conhecidas respectivamente como 'Militar' e 'Heróica'.

Como homenagem a centésima postagem escolhemos Chopin por ser frequentemente apontado como o ponto mais elevado do romantismo e reconhecido como gênio da música universal, como se nota nas palavras de Robert Schumann, "Chapéus ao alto, cavalheiros! Um gênio."

-D.D.-

http://rapidshare.com/files/311377503/Frederic_Chopin_-_Polonaises_-_Maurizio_Pollini_-_1976.rar.html

23 de nov de 2009

Zs - Music of the Modern White



Esse mini álbum dos Zs foi certamente uma das coisas mais interessantes que tive a oportunidade de ouvir entre as coisas lançadas nesse ano. O minimalismo de Music of the Modern White é belamente computado e intenso, permeado por interessantes nuances timbrísticas. Os Zs propõem um belo passeio nos lugares mais remotos dos campos harmônicos à despeito do curto espaço de tempo, o passeio é todo estranhamente tonal acompanhado por interessantes ruídos. No Music of the modern white os Zs realizaram uma exploração de timbres maior em relação às realizadas nos álbuns predecessores é também notável uma preocupação mais acentuada em relação à construção de texturas harmônicas. Os Zs não experimentam como cientistas em busca de um objeto que se coadune à lei da causa e efeito, mas como músicos que pretendem explorar outras possibilidades do som. Afinal, o próprio emprego do termo experimental ao referir-se a arte revela uma atribuição vazia e inautêntica à tarefa empreendida pelo artista. Porque a arte não é busca num sentido científico investigativo, não é possível buscar resultados baseados em testes, não faz sentido para a arte tal pretensão porque o conhecimento que temos de suas realizações é claro mas nunca pode ser inteligível num sentido técnico e científico. Há experimentos no processo de criação de qualquer obra de arte, mas o experimento por si só jamais garantirá o resultado na criação de uma obra artística. O experimento fica restrito ao nível de experimento, é só uma etapa, não o resultado.



http://hotfile.com/dl/18416580/e7f7837/music_of_the_modern_white.zip.html

-Biu-

18 de nov de 2009

Johannes Brahms - Serenades n° 1 & 2

Poucos dias atrás recebi um pedido de um amigo (Jefferson) pra compartilhar também um pouco de música erudita. Confesso que ao consultar meu arquivo não vi muitas, mas isso serviu para voltar a pesquisá-las. Brahms é há muito tempo um dos meus compositores preferidos e com ele iniciarei esta 'mini-série' de música clássica no Bolor. Harmonioso, sereno, sublime, suas músicas são algumas das mais maravilhosas composições de todos os tempos, tanto que é um dos maiores gênios musicais da história. Referência em se tratando de Romântismo, esse álbum é regido pelo condutor australiano Sir Charles Mackerras acompanhado pela orquestra nacional da Escócia, a Scottish Chamber Orquestra. Apreciem bem.

-D.D.-

http://rapidshare.com/files/308921825/Johannes_Brahms_-_Serenades_Nos._1___2_-_SCO__Mackerras.rar.html

15 de nov de 2009

Barbatuques - Corpo do som

A postagem anterior me fez lembrar de outro grupo envolvido em pesquisas musicais. Contudo, enquanto o grupo Rumo fazia pesquisas ligadas à música popular e exploravam o emprego da voz, Barbatuques realiza pesquisas ligadas a percussão corporal. Iniciado em 1995, a partir de brincadeiras do músico Fernando Barba, na tentativa de extrair o máximo de sons de seu corpo, o grupo apresentou rápido progresso, transformando-se em um grupo de pesquisa. Corpo do som é o primeiro álbum gravado pelo grupo. Lançado em 2002, este disco mostra várias possibilidades de música com o próprio corpo. Em algumas faixas, o grupo conta com a participação de instrumentos, mas toda a percussão tem origem no corpo de seus próprios membros.
Atualmente, Barbatuques realiza apresentações ao redor do mundo e é tido como referência em percussão corporal. Também participa de vários projetos pedagógicos ligados a escolas e empresas, tentando sempre aperfeiçoar as técnicas desenvolvidas. Sem dúvida, é um trabalho bastante interessante!

-V.S.-

http://www.mediafire.com/?jzdz4tnzzdz

14 de nov de 2009

Rumo - Ao Vivo


O grupo Rumo começou em 1974 e no início se chamava "Rumo e Música Popular", suas atividades foram associadas ao movimento "vanguarda paulista". Penso que poucos grupos se dedicaram tanto quanto o Rumo a pensar sobre a música popular; chegando a fazer análises sobre as relações entre voz falada, voz percusiva e voz cantada, reflexões sobre a entoação nas canções populares e a relação entre as letras das canções e o cotidiano; tudo isso era usado como matéria prima para compor pelos integrantes do grupo Rumo, cujo membro mais expressivo no quesito composição é o Luiz Tatit. A grande maioria das músicas do disco "Ao Vivo" são inéditas e isso me surpreendeu desde a primeira vez que o escutei pelo seguinte motivo: pouquíssimos músicos que já possuem alguns anos de carreira se arriscariam a fazer um show com apenas 1 ou 2 músicas que não fossem inéditas. Esse foi o último álbum de músicas que não saíram a lume gravado pelo Rumo, depois alguns de seus integrantes enveredaram pelo mundo das carreiras solo.
http://hotfile.com/dl/17571843/c68fe33/Grupo_Rumo_-_(1992)_Rumo_Ao_Vivo.zip.html

-Biu-

13 de nov de 2009

Krallice - Dimensional Bleedthrough

Novo álbum do projeto composto por Mick Barr e Colin Marston. Os dois guitarristas começaram o Krallice com o intuito de alçar edifícios sonoros inspirados na estética do Black Metal. Já atestamos no primeiro álbum que o resultado da empreitada deles transcedeu os liames de uma estética que em seu início acrescentou à velha linguagem dos power chords ( quintas e mais quintas paralelas ) um primitivo uso do contraponto de primeira espécie em ostinato na composição dos riffs, mais acentuadamente focado nas terças maiores e menores, o Krallice expandiu o primitivo uso do contraponto de primeira espécie no black metal de uma forma interessante para o desenvolvimento do estilo. Nesse novo álbum, o Krallice continua explorando os arredores do contraponto de primeira espécie de modos diversos. O uso de pausas mais enfáticas no desenvolvimento de Autochthon revela uma distância em relação ao primeiro álbum, no qual parece haver pouco espaço para o silêncio depois que o barulho já estabeleceu sua soberania. Resumindo: o Krallice continua "a pulsar entre a vigília e o sono" ( trecho roubado de Fernando Pessoa), com arquiteturas sônicas cujas portas nos permitem ir para o mais longe possível.

http://hotfile.com/dl/17401536/e9f655f/dimensionalbleedthroughpart1.zip.html

http://hotfile.com/dl/17464768/0d767f3/dimensionalbleedthroughpart2.zip.html

-Biu-

11 de nov de 2009

Bill Evans Trio - Waltz For Debby


Semana passada ocorreu aqui no Recife um evento de jazz, o Recife Jazz Festival. Durante o festival lembrei de uma música que gostava muito e que há muito não ouvia. Para aproveitar o tema resolvi postá-la com o álbum de origem. O nome da música está no título deste álbum, Waltz For Debby, uma das canções mais belas do jazz, ao menos pra mim. Este trabalho foi lançado em 1961 por Bill Evans, um dos grandes nomes do jazz piano. Certamente este compositor influênciou grandes nomes do estilo e se não é tão conhecido como outros monstros do gênero (no bom sentido, claro) trata-se de um descuido que agora pode ser facilmente resolvido. Bom divertimento.

http://www.mediafire.com/?nevdmytwuwy

5 de nov de 2009

Joan Baez - One day at a time

Dona de uma das mais belas vozes do mundo, Joan Baez fez grande sucesso principalmente entre as décadas de 60 e 70. Foi a atração principal da sexta-feira no Festival de Woodstock e é considerada ainda hoje uma das maiores intérpretes das músicas de Bob Dylan. Também se destacou bastante por suas interpretações de músicas populares americanas. One day at a time foi lançado em 1970, um ano após sua apresentação no grande festival acima citado, e traz alguns de seus principais sucessos, inclusive 'Sweet Sir Galahad'. Sem dúvida, trata-se de um dos maiores nomes do folk music.



http://www.mediafire.com/?erc4mod2emj

27 de out de 2009

Joni Mitchell - Song of a Seagull

De grande sucesso nos anos 70, Joni Mitchell é uma cantora canadense de folk com traços de jazz que aborda músicas românticas e dessa forma alcançou grandes premiações ao longo de sua história. Esse álbum apesar de ter o próprio nome da cantora é mais conhecido pelo apelido que ganhou da imprensa "Song to a Seagull"mesmo sendo seu primeiro álbum Joni foi convidada nessa fase a tocar no lendário festival de rock Woodstock.


11 de out de 2009

Pierre Boulez - Le Marteau Sans Maître



O título 'o martelo sem mestre' faz uma alusão à coletânea de poemas de René Char. A peça, escrita em meados dos anos 50 do século XX, é aclamada por muitos como uma revolucionária síntese da música moderna, o próprio Stravinsky teceu diversos elogios ao martelo sem mestre de Boulez. Há referências à música tradicional africana, à música japonesa tradicional, à música gamelana da ilha Bali e até ao jazz da época. Le Marteau Sans Maître desvela um mundo sônico que, depois de explorado, deixa-nos marcas indeléveis.


OOIOO - Armonico Hewa


Novo álbum da banda da Yoshimi P-We (para os desavisados ela também integra o Boredoms). O título do disco revela uma pretensão de mistura de culturas e mundos, sendo a primeira palavra integrante do léxico espanhol e a segunda do léxico Swahili e a sua conjução significando algo como Ar Harmônico. Quem negará a universalidade do ar? Há percussões e vozes que exalam uma certa crueza tribal unidas há uma confluência melódica com tessituras das mais diversas. Em Ulda a Yohismi ainda arrisca um contraponto com a voz do sintetizador. Armonico Hewa ora incita um magnetismo com o chão e ora nos suspende no ar.


Matt Haimovitz - The 20th century cello vol. 2


Algumas peças para violoncelo solo dos compositores: Paul Hindemith, Mario Davidovsky, Benjamin Britten, Roger Sessions, John Harris Harbison e George Perle; interpretadas pelo renomado violoncelista Matt Haimovitz. . São peças que refletem um pouco o uso do violoncelo no século XX e podem servir para os entusiastas em estudos de instrumentação. Segue-se a lista das peças:

-Sonata for solo cello, Op. 25/3 Composed by Paul Hindemith
-Synchronisms No 3 for cello & electronic sounds Composed by Mario Davidovsky

-Suite for solo cello No. 2, Op. 80 Composed by Benjamin Britten

-Pieces (6) for cello Composed by Roger Sessions

-Suite for solo cello Composed by John Harris Harbison

-Hebrew Melodies, for solo cello Composed by George Perle

http://hotfile.com/dl/13803825/2c77c7a/The_20th_century_cello_vol._2.rar.html

1 de out de 2009

Wilson Simonal - Tem Algo Mais

Simonal foi um grande músico brasileiro, cujo talento o tornou célebre na história não só da música como também da televisão brasileira. Foi o primeiro negro a apresentar um programa de televisão no Brasil. Mesmo dono de uma bela voz, sua carreira declinou devido a um suposto envolvimento com a ditadura que governou o país nos anos 60 e 70. Ostracizado, sua história vem sendo redescoberta graças a filmes onde personalidades e seus próprios filhos que são músicos de sucesso como Simoninha e Max de Castro apresentam mais sobre esse grande ícone. Fica aqui mais uma oportunidade de se conhecer um pouco mais sobre ele.

http://www.mediafire.com/?3twkmmtmyom

29 de set de 2009

Eumir Deodato - Night cruiser

Tentemos nos redimir pela última postagem com esta obra de agora. Eumir Deodato é músico brasileiro bastante aclamado no exterior e um grande compositor de funk. Lançado em 1980, Night Cruiser, apesar de não ser a melhor obra do artista, é um bom álbum para se ter idéia a respeito de suas composições. Espero que Naked Future não tenha arruinado seus ouvidos, impedindo a apreciação de tal obra. Aproveitem!



http://www.mediafire.com/download.php?tnwjy3iy31z



13 de ago de 2009

Naked Future - Gigantomachia

Primeiro álbum deste quarteto que brinca com polirritmia e experimenta as possibilidades dos instrumentos de forma destemida. Lembra um pouco o que os caras do AMM fizeram há uns 30 anos atrás, mas de modo mais vigoroso e direto. Os mais desatentos podem dizer que trata-se de free jazz, mas em grande parte o álbum parece transpirar intenções computadas; quiçá tão calculadas quanto à ousadia minimalista dos Zs, só que mais voluptuosas, adornadas e menos ásperas. Poderia fazer as mais diversas analogias mas fatidicamente não chegariam nem perto de explicitar as sensações causadas pela audição deste disco. Os curiosos que escutem!



5 de ago de 2009

Gal Costa - Gal

Terceiro álbum da carreira da Gal é o marco de sua ascenção como uma das mais belas vozes da música nacional, tendo por característica a composição de vários nomes da música nacional. A parceria com Lanny Gordin (guitarra) nesse trabalho nos transporta para os tempos extasiantes da psicodelia.

http://www.mediafire.com/?omzjo2intqv

Airto Moreira - Seeds on the ground

Mais uma excelente obra incluindo o nome de Airto Moreira. 'Seeds on the ground' corresponde ao segundo álbum do percussionista catarinense e conta com a participação de Hermeto Pascoal e Flora Purim. Sem dúvida, tal parceria garante à obra criatividade e beleza que, por sua vez, permitiram reconhecimento aos músicos envolvidos no álbum; infelizmente, tal reconhecimento se deu apenas no exterior. Apesar de tal fato, o conhecimento da obra é, sem dúvida, indispensável para àqueles que possuem bons ouvidos...


http://www.mediafire.com/download.php?tktyol0ztqm

24 de jul de 2009

Edu Lobo - Sergio Mendes presents Lobo

Que resultado se pode esperar de uma reunião de mestres da música? Com certeza, uma obra fantástica! É exatamente esta palavra que podemos usar para caracterizar este disco: FANTÁSTICO!!! Lançado em 1970 e produzido por Sergio Mendes (piano), 'Sergio Mendes presents Lobo' corresponde ao sétimo álbum de Edu Lobo (voz e arranjos) e conta com marcante participação de grandes nomes da música brasileira como Airto Moreira (percussão) e Hermeto Pascoal (um monte de instrumentos), além de vários outros músicos não menos competentes do que os acima citados. Sem dúvida, trata-se de uma das maiores façanhas da história da música: um encontro único entre excelentes artistas. Vale a pena conferir (milhares de vezes)!

http://www.mediafire.com/download.php?mdwwjfjlym3

23 de mai de 2009

Master Musicians of Bukkake - Totem One



O novo álbum (que álbum!!!!!!) deste coletivo sonoro formado por músicos (muitos mudam a cada álbum) cujo renome é restrito ao underground. Desta vez os responsáveis por esta bela gravação foram: Bass Guitar, Acoustic Guitar - James Davis (3) ----- Drums, Percussion - Dave Abramson ----- Drums, Percussion, Electric Guitar, Bass, Mellotron - Don McGreevy Electric ----- Guitar, Acoustic Guitar - Bill Horist ----- Electric Guitar, Flute, Steel Guitar - Milky (8) ----- Synthesizer, Mellotron, Baglama, Tambura - Randall Dunn ----- Vocals - B.R.A.D. O disco é inteiramente lisérgico, psicodélico e exótico; parece debruçar-se sobre um certo misticismo; como já se pode inferir a priori vendo o nome de quem o gravou. Sem exageros, o disco do ano!!

http://www.mediafire.com/?jz2ynm2xmq5

17 de mai de 2009

Nick Cave and The Bad Seeds - The Good Son

'The good son' corresponde ao sexto álbum de Nick Cave and The Bad Seeds. Apesar das críticas relacionadas à mudança de estilo em relação às obras anteriores, este disco pode ser considerado um marco na carreira desta banda. A voz de Nick Cave mais mórbida que outrora, o ritmo lento, entretanto mais sombrio, além de paródias a hinos religiosos, são características fortes de tal obra, que fazem Nick Cave e sua banda incorporarem melhor a música gótica. Ou, caso 'alguém' discorde deste termo para tal artista, usemos o vocábulo 'mórbido' ao invés de 'gótico'. (Ah... É claro... 'Alguém' tem nome =P).

http://www.mediafire.com/download.php?jkijjfugniu

http://www.mediafire.com/download.php?jjgrhkz2mom

11 de mai de 2009

Minsk - The Ritual Fires of Abandonment


É provável, para não dizer inegável, a influência do tribalismo e experimentalismo do neurosis na música deste quarteto de chicago. O som flui numa intesidade rara. As construções sonoras se desenvolvem lentamente à cargo de uma irrestrita variedade de recursos sonoros que surgem aos poucos e parecem ter a medida perfeita para o que vem sendo burilado, sem excessos ou trivialidades neste aspecto. Contudo, é muito fácil ficar absorto e se perder, de modo imoderado, durante o desenvolvimento da obra; um excesso que só poucas obras proporcionam.

http://www.mediafire.com/?ztmzatiew2m

16 de abr de 2009

Kyuss - Blues From The Red Sun

Segundo álbum (1992) da banda de stoner rock, Kyuss. Além de clássico do gênero, este álbum foi considerado por revistas especializadas como um dos 50 álbuns mais pesados de todos os tempos. Exagero ou não, a faixa Green Machine carregou o nome da banda, marcando-a consideravelemente. Mais informações: http://www.rocklistmusic.co.uk/qlistspage2.html#50%20Heaviest


9 de mar de 2009

Sonic Youth - Sonic Youth [Reissue] (1982)

Primeiro álbum de uma banda verdadeiramente lendária. Profundamente influente, esse foi um relançamento de 2006, sendo marcado por fortes experimentalismos que o tornam único se comparado com os trabalhos ulteriores da banda.


6 de mar de 2009

Æthenor - Faking Gold and Murder


Terceiro e mais recente álbum do trio Stephen O'Malley, Daniel O'Sullivan e Vincent De Roguin. 2009.


3 de mar de 2009

Æthenor - Deep in Ocean Sunk the Lamp of Light



Esse é o primeiro material da banda, datado de 2006. Como o Betimes Black Cloudmasses já foi postado aqui não tem muito o que falar, a banda que é uma união de nomes conhecidos do "drone" aqui se reune pela primeira vez para oferecer 30 minutos de muito barulho, adorável, claro.

http://www.mediafire.com/?mua5tzwdtwm

22 de fev de 2009

Pierre Boulez - Pli Selon Pli



Pli Selon Pli é uma peça do Boulez baseada em 3 poemas do Mallarmé, respectivamente: "Don du poéme"(primeiro movimento), "Remémoration d'amis belges" (do segundo movimento ao quarto) e "Tombeau" (último movimento. Foi com esta peça que o Boulez começou a experimentar o uso de finais abertos e improvisações. Numa entrevista publicada no New York Review of Books Stravisky fala o seguinte sobre a obra Pli Selon Pli do Boulez: "pretty monotonous and monotonously pretty". Concordam?
http://www.mediafire.com/?um4d2yyjyxm

19 de fev de 2009

Ungl'Unl'Rrlh'Chchch - Ungl'Unl'Rrlh'Chchch

Dos mesmos caras do Trollmann av Ildtoppberg, já postado aqui no Bolor. Ungl'Unl'Rrlh'Chchch trás uma atmosfera de horror, angústia e muito Lovecraft, tanto que este nome impronunciavel foi retirado de um conto dele entitulado "The rats in the walls" de 1924.


17 de fev de 2009

Rites of Spring - End on End

Outra grande banda da Dischord, o Rites of Spring é uma das primeiras bandas daquela tendência que levariam o hardcore da cena de Washington D.C. a embarcar em temas mais introspectivos e individuais, tornando-a assim, umas das primeiras bandas de emocore e post-hardcore. Também viva naquele período de Revolution Summer, o Rites of Spring foi bastante influênciado pelo Fugazi. O End on End é uma compilação de 17 músicas remasterizadas de seu único álbum de estúdio, o Rites of Spring de 1985 e do EP All Through a Life e 1987. Essa compilação, lanaçda em 1991 foi o último material lançado por eles e teve como produtor o próprio Ian Mackaye.

15 de fev de 2009

Franz Liszt - Années de Pèlerinage

Continuação do post anterior com os dois últimos volumes. Seconde Année e Troisieme Année.

Années de Pèlerinage vol. 2
http://www.mediafire.com/?4z2tiknzdhd

Annés de Pèlerinage vol. 3
http://www.mediafire.com/?njzmyzjim2w

13 de fev de 2009

Franz Liszt

Franz Liszt foi um compositor do Romantismo e um dos maiores nomes da música erudita, sua obra como pianista é frequentemente apontada como uma das mais geniais de todos os tempos. Aqui vão três links, o primeiro e o segundo (incompletos) são os Concertos para piano. O último faz parte de uma obra de três volumes que achei um tempo desses, mas perdi o endereço do blog pra deixar os créditos, e que dos quais pretendo deixar aqui no Bolor depois: Années de Pèlerinage com Nicholas Angelich como intérprete.


Liszt - Piano concerto no.2 in a majeur - Zimerman


Franz Liszt - concerto n° 2


Annees de pelerinage vol 1 - Nicholas Angelich

12 de fev de 2009

Trail Of Dead - The Century Of Self


Novo cd dos caras do ...and you know us by the trail of dead! O baterista da banda, o Jason Reece, resumiu o álbum deste modo em uma entrevista: "A gracefully bombastic head trip in to the history of our many journeys. This is a historical account of our tumultuous lives in this beautifully fucked world." ( http://www.snobsmusic.net/2009/02/q-trail-of-deads-jason-reece.html ) Sem falar disso: "On the last two albums, we were really meticulous recording to click-tracks and doing overdubs...This time, we threw all that out. We learned the songs and all tracked [them] live." Álbum intenso, bastante intenso. Finalizando, um comentário do Conrad Keely sobre o álbum presente no http://www.trailofdead.org/ :
Will this album be remembered more for its musical content or its unconventional artwork? The artist isn't entirely sure. "I haven't the foggiest idea," conceded Keely. "Although I would hope it would be somewhere in between-- a mix of the two. Both represent a considerable change in our approach to making albums. In a sense, the last two albums weren't really Trail of Dead. They were Trail of Dead trying to redefine Trail of Dead and it didn't work. This album is Trail of Dead. No more square pegs in round holes."
http://www.mediafire.com/?md3kqhevelq

Nation of Ulysses -13-Point Program to Destroy America


Primeiro álbum de estúdio da banda (1991). Nation of Ulysses é um dos ícones da geração post-hardcore do final dos anos 80, do "movimento" Revolution Summer e do clássico selo Dischord. O Nation tem uma influência de estilos interessantes que vão do noise ao free-jazz, bem como suas letras e o zine por eles lançado (Ulysses Speak) trazem questões artíticas e políticas dos anos 60 e 70, como o Situacionismo.

10 de fev de 2009

Alcest - Souvenirs D'Un Autre Monde

Pois é, Black Metal e Shoegaze. Não se trata bem de uma mistura, mas um caminho natural que o Alcest seguiu e o resultado é bom. Banda francesa, que experimenta e evoca uma atmosfera nostálgica e melancólica. Este álbum é de 2007.

9 de fev de 2009

At The Drive-in - Relationship of Command

Relationship of Command (2001) é o terceiro de três lançados pela At The Drive-In em seus 8 anos de atividades até a separação que originou as bandas Mars Volta e Sparta. ATDI é uma banda texana de post-rock.

Spylacopa - Spylacopa

EP de 2008 da banda de John LaMacchia do Candiria, Jeff Caxide do Isis, Greg Puciato do The Dillinger Escape Plan e de Julie Christmas Made Out of Babies / Battle of Mice.

3 de fev de 2009

John Zorn - Duras: Duchamp


Homenagem do Zorn à Marguerite Duras e ao Marcel Duchamp. O som fica a cargo de divagações eletroacústicas, percussões dos mais diversos tipos, um trio constituído por: violino, violoncelo e piano, etc... A veneração dedicada à Duras é um pouco mais contida em relação aos 69 Paroxyms for Marcel Duchamp. Em sua peça para a Duras o som é homogêneo de desenvolvimento delicado e polido; ao passo que que os 69 Paroxyms para o Duchamp mostram-se ingremés, abruptos e, parodoxalmente, minuciosamente desconexos, sendo a aparente incoerência seu elo. É no mínimo uma soma interessante.

28 de jan de 2009

Boredoms - Pop Tatari

O Pop Tatari é um álbum da banda japonesa de noise rock ou japanoise Boredoms, outro trabalho do Yamantaka Eye que teve uma grande recepção pela crítica ao longo de sua produção. Fundada em Osaka em 1986, esse álbum é um de seus mais influentes, dando-lhes grande visibilidade no cenário musical ocidental com a participação em turnês de bandas como Sonic Youth, Nirvana, Brutal Truth, no ínicio dos anos 90. Pop Tatari é de 1993 e é marcado pelo minimalismo, batidas tribais e uma sonoridade ambient.
http://www.mediafire.com/?zz4cmmzzjtm

25 de jan de 2009

Khanate - Clean Hands Go Foul


Finalmente saiu o último dos caras do khanate! Parece que a banda cessou suas atividades. Só digo mais uma coisa: a gravidade continua tornando-se agravante e pungente no universo sonoro do khanate, a marca deixada é indelével.

http://www.mediafire.com/?tlxlyaexxxx

19 de jan de 2009

Acrimony - A Sombre Thought

Primeira demo dos caras, lançada em 1992, é uma banda de stoner/doom metal, com influências de Black Sabbath, Electric Wizard e essas coisinhas ai como está no seu myspace: "beer, dope, lsd, black sabbath, valium, acid, hawkwind, bolivian marching powder, loud amps, whiskey, lager, sexy hippy chicks, naked sexy hippy chicks, naked sexy hippy chicks on drugs. drugs. drugs and more booze and sexy hippy chicks on drugs. chips 'n' gravy.e's, exotic plants. mushrooms. bonging and bonging in the back of a van with sexy hippy chicks on drugs bonging."

Enfim, stoner né? Há quem diga que a banda não foi tão bem recebida por ser britânica e esse som parece não pegar com os caras da ilha... A banda é boa e vale muito sacar.

17 de jan de 2009

Corrosion of Conformity - Animosity

No C.O.C. há nitidamente duas fases mais marcantes em seu trabalho, os primeiros plays são aquela transição entre um hardcore old school e um metal, tal fase serve de marco para dois outros estilos, o Crossover e o Stoner. Ou seja, trata-se de uma banda bem influente, com letras inteligentes e politizadas. A fase do Animosity é justamente a crossover, esse play é o segundo da banda que data de 1985, mesmo com alguns splits e um play anterior, o Eye for an Eye de 84. O desenvolvimento lento em algumas fases das músicas ascenam para uma influência do Black Sabbath, influência já um tanto rara e inovadora nas bandas de hardcore dos anos 80.

16 de jan de 2009

Oxbow - Fuckfest


Oxbow é um quarteto de São Francisco formada no fim da década de 80. A estrutura das músicas é bem diferente das coisas feitas na época, sem falar das performaces heterodoxas do vocalista Eugene Robinson. Há rumores de que a intenção primária do fuckfest era ser uma carta de suícidio do Eugene Robinson, mas a boa recepção do álbum o fez mudar de idéia. Este álbum de 1990 foi um belo começo para uma banda que nunca perdeu sua originalidade.

15 de jan de 2009

Æthenor - Betimes Black Cloudmasses

Banda norte-americana de noise/ambient/drone que conta com a participação de Stephen O'Malley e Daniel O'Sullivan, figuras conhecidas do cenário por participarem de bandas como Khanate, Sunn O))) ou Guapo. Esse material trata-se de um Full-Lenght lançado em 2008.


14 de jan de 2009

Contagious Orgasm - Flows out

Mais um material caótico do Japão. Este é um trabalho de Hiroshi Hashimoto que faz um sons na linha noise/eletrônico/industrial. Play de 2003.


12 de jan de 2009

Throw Me Your Finger - Eleven Chants



A melhor definição que vi do estilo dessa banda é de noise ambient, mas há elementos eletrônicos e de industrial discretos entre algumas faixas. A banda é holandesa e acredito que esse material seja de 1983.

http://www.mediafire.com/?vmlezzmmtjn

9 de jan de 2009

Earth Crisis - All Out War


Hardcore/Metalcore Straight Edge de Nova Iorque. EP lançado em 1992, o primeiro da banda, acho legal, não é aquela coisa tão comum do metalcore...

8 de jan de 2009

Tethuo - Ransho

Tethuo é uma banda japonesa que faz um som sludge/noise/grind e que até onde sei esse EP foi o único material lançado, isso ainda no ano 2000. O EP é composto de apenas uma música com pelo menos 16 minutos de muito peso e distorções. http://www.zshare.net/download/5384104572362a28/

7 de jan de 2009

Keiji Haino - Uchu Ni Karamitsuiteru Waga Itami

Keiji Haino é um dos músicos da cena noise japonês que faz uma das misturas mais complexas do estilo e é um de seus grandes nomes. Improvisação livre, noise, drone, psicodelismo, seu trabalho é influenciado por nomes como Syd Barrett, Charlie "Bird" Parker e a banda Blue Cheer, já presente no "Empoeirados" do Bolor.

http://www.zshare.net/download/5380929202ba8ab3/

Apollo - Apollo


Há quem intitule o som dos finlandeses do Apollo como progressivo, há quem intitule como art rock. É um álbum notavelmente gravado de uma maneira um tanto quanto rústica, mas isso não parece ser um empecilho. Os caras do Apollo misturam vários estilos e buscam um elo neles que culmina num som único. Fazem experimentações mais profundas nas faixas instrumentais cujo destaque são as explorações percusivas de Edward Vesala.

http://www.mediafire.com/?tn5xwqyizxz

4 de jan de 2009

Cause For Effect - Professional 300


Duo finlandês formado em 1992 responsável por um sonorizar no mínimo original. Há um ziguezaguear constante nos motivos em contraposição aos berros que são quase monorítmicos. São a prova cabal de que baixo, bateria e vocal são suficientes para fazer música boa.